Skatícias #84

skaticias-84

Depois de meses de expectativa, foi revelada a marca de decks do Paul Rodriguez: Primitive Skateboards. P-Rod saiu da Plan B há quase um ano e estava usando um deck dourado, sem dar pistas da possível marca que ele andaria. Ele estava trabalhando secretamente nesse projeto, que nasceu da Primitive Apparel, loja e marca de acessórios de streewear da qual é um dos sócios. Além de Paul, a marca conta com dois amadores, Nick Tucker e o gaúcho Carlos Ribeiro. Clique na imagem para assistir o primeiro vídeo da marca.

Carlos Ribeiro, Paul Rodriguez e Nick Tucker. Clique na imagem para assistir o clipe da Primitive.

Carlos Ribeiro, Paul Rodriguez e Nick Tucker. Clique na imagem para assistir o clipe da Primitive.

A quinta edição do Red Bull Skate Generation aconteceu no último final de semana em Florianópolis e teve como campeã a equipe dos skatistas Pedro Barros, Christian Hosoi, Leo Kakinho e Keegans Palmers.

 

Morreu essa semana nos EUA, o skatista profissional dos anos 90 Corey Chrysler. Várias homenagens foram postadas nas redes sociais. Corey foi um dos precursores em descer grandes barrancos.

Foto postada por Jason Jesse (esquerda) em homenagem ao amigo Corey (direita).

Foto postada por Jason Jesse (esquerda) em homenagem ao amigo Corey (direita).

Confirmando o rumor já comentado no Skatícias, nessa semana a Qix confirmou oficialmente a contratação do skatista amador carioca Ademar Luquinhas.

Ademar Luquinhas agora está na Qix (Divulgação)

Ademar Luquinhas agora está na Qix (Divulgação)

No começo do ano Adelmo Jr visitou a Etiópia e conheceu a primeira pista de skate do país. O programa Olho de Peixe o acompanhou.

O novo episódio da série “Pedaço do dia”, de Bob Burnquist, mostra como foi o campeonato realizado no mês de janeiro na Dreamland.

Vídeo da semana: Foi lançada nessa semana o vídeo “A Happy Medium 3”. E uma das partes mais aguardadas era do Aaron Homoki Jaws, o cara mais insano no assunto ‘gap’. Para comprar o vídeo completo, http://ahappymediumskateboards.com.

FRETE_GRATIS_500X200

Skatícias #83

skaticias-83

Essa skatícia circulou no dia 1° de abril. Apesar de absurda, é verdade. O Rio de Janeiro receberá uma competição de skate vertical nas categorias iniciante, amador e master em abril, o “Arnold Classic Brasil”. Idealizado por Arnold Schwarzenegger, o evento acontecerá entre os dias 25 e 27 de abril no Rio Centro. Segue o curioso release:

O Arnold Classic Brasil é o maior evento multiesportivo do mundo e é idealizado pelo Arnold Schwarzenegger. Abrange a maior feira de nutrição esportiva, além de apresentar diversas competições com modalidades olímpicas e não-olímpicas. Esse ano conseguimos representar os Esportes Radicais através de duas modalidades, Skate Vertical e BMX Freestyle. Nosso objetivo dentro deste evento é o de fomentar esses esportes e conquistar novos adeptos e simpatizantes. A expectativa é a melhor possível”, celebra Leonardo Rodrigues, presidente da Confederação Brasileira de Esportes Radicais.

Serão cinco categorias em disputa. No BMX Freestyle, competição realizada por atletas em bicicletas Aro 20, amadores e profissionais competirão no Mini-Ramp, onde farão um verdadeiro show para os espectadores. Enquanto isso os skatistas, iniciantes, amadores e masters, estarão no Half-pipe fazendo suas manobras de tirar o fôlego, em uma das modalidades mais atrativas para público e mídias dentro do Skate.

O Circuito Brasileiro de Bike Skate é uma realização da CBER (Confederação Brasileira de Esportes Radicais) com chancela da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) e patrocínio da Riachuelo e Localweb. O projeto tem o apoio do evento Arnold Classic Brasil com a criação do espaço XTreme. A XYZ Live é responsável pela comercialização.

O evento conta com parceria técnica da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), Federação de Skateboard do Estado do Rio de Janeiro (FASERJ) e Federação de Esportes Radicais do Estado do Rio de Janeiro (FERRIO).

Sobre o Arnold Classic Brasil – Realizado pela primeira vez no Brasil em 2013, também no Rio de Janeiro, o Arnold Classic Brasil reúne um feira de nutrição com competições esportivas. Entre elas, modalidades como Bodybuilding (Fisiculturismo), Strongman, Luta de Braço, MMA, Bike Indoor, Pole Dance, Ginástica Olímpica e Braves Challenge Fit.

As competições ocorrerão simultaneamente no Riocentro e no Citibank Hall. Participarão do evento atletas amadores e profissionais de diversos países. Como novidades na feira entraram este ano as modalidades: Pump & Run, Pula Corda, Cabo de guerra, Boxe Chinês, Muay Thai, Frescobol, Pebolim, Levantamento Olímpico e Braves Challenge, além do Skate e BMX Freestyle, presentes no Arnold Extreme.

Serviço:
Arnold Extreme
Data: 25, 26 e 27 de abril
Local: Riocentro, Rio de Janeiro (RJ)
Endereço: Av. Salvador Allende, 6555 na Barra da Tijuca
Categorias: BMX Freestyle (Amador e Profissional) e Skate Vertical (Iniciante, Amador e Master)

arnold_classic_brasil_extreme___cartaz8(1)

O skatista e produtor musical Parteum lançou essa semana o novo episódio do Raciocínio Quebrado. Ele visitou o jogo de futebol beneficente do projeto Social Skate, entrevistou o DJ Nyack sobre o disco de vinil de Max de Castro, dá dica de uma aplicativo útil para iPhone e mostra um pouco do show que ele fez com convidados em São Paulo no mês de fevereiro.

A ÖUS publicou um vídeo com Andre Genovesi fazendo uma aquecimento na pista de Westchester, em Los Angeles. Uma sessão só com manobra de switch.

A Cliché Skateboards e a Thrasher Magazine fizeram uma surpresa para o vietnamita-alemão Lem Villemin. Há alguns meses Lem estava filmando uma parte de vídeo, mas ele não sabia que seria para sua profissionalização.

Alguns skatistas da DGK fizeram uma visita na pista da Active. Josh Kalis, Boo Johnson, Dane Vaughn, Shmatty Chaffin, Lenny Rivas, Keelan Dadd e Marquise Henry destruíram o pico!

Vídeo da semana: Cauê Cossa foi recepcionado em grande estilo pela Metallum Trucks. O vídeo de boas-vindas do skatista amador ficou pesado. Já pode começar a filmar uma parte para se profissionalizar.

FRETE_GRATIS_500X200

Skatícias #82

skaticias-82

O título do Tampa Pro era o único dos grandes campeonatos de skate que faltava Nyjah Huston conquistar. Ele venceu a 20ª edição do evento no último final de semana com uma sequência de manobras destruidoras. Vitória inquestionável. Luan de Oliveira, que havia vencido a fase semifinal, sofreu com câimbra na perna logo na primeira volta da final e perdeu o rendimento. A expectativa era para que ele ou Nyjah vencesse essa edição. Luan ficou apenas na sexta colocação. Chaz Ortiz ficou com a segunda posição e Alec Majerus em terceiro. Kelvin Hoefler foi outro brasileiro na final, terminando em oitavo.
1° Nyjah Huston (EUA)
2° Chaz Ortiz (EUA)
3° Alec majerus (EUA)
4° David Gonzalez (Colômbia)
5° Ishod Wair (EUA)
6° Luan de Oliveira (Brasil)
7° Manny Santiago (Porto Rico)
8° Kelvin Hoefler (Brasil)
9° Trevor Colden (EUA)
10° Chris Cole (EUA)
11° Evan Smith (EUA)
12° Timmy Knuth (EUA)
15° Felipe Gustavo (Brasil)
18° Danilo do Rosário (Brasil)
19° Lucas Xaparral (Brasil)

Ainda não é oficial, mas rola na internet o boato que o carioca Ademar Luquinhas agora faz parte da Qix. A DC Shoes Brasil não renovou o contrato com um dos principais expoentes do skate do Rio de Janeiro em 2014.

Foi confirmado nessa semana que Greg Carroll, Jim Muir, Steve Olson, Lance Mountain, Natas Kaupas, Laurie Turner DeMott e Ellen Oneal Deason serão introduzidos no Hall da Fama do skate nesse ano. A cerimônia acontece no dia 14 de maio em Costa Mesa, Califórnia. Essa é uma das maiores condecorações do skate mundial e Bob Burnquist é o único brasileiro homenageado. Outro título importante recebido por Bob é o troféu Laureaus Awards. Em 2002 ele venceu a categoria esportes de ação. Nesse ano Bob foi um dos indicados novamente, mas o troféu ficou com o piloto de BMX britânico Jamie Bestwick. A cerimônia aconteceu essa semana na Malásia.

O Uni Tricks, série da ÖUS com seus skatistas, dessa semana trás Gian Naccarato com uma marretada direto de Barcelona.

Vídeo da semana: Douglas Molocope faz parte da leva de skatistas profissionalizados em 2014. O gaúcho lançou uma parte essa semana que impressiona.

FRETE_GRATIS_500X200

Superação. Surfista Bethany Hamilton dá ollie com “mão no bolso”

http://instagram.com/bethanyhamilton

http://instagram.com/bethanyhamilton

Você já tentou andar de skate com as mãos nos bolsos?
Tem o termo “mão no bolso”, que é quando queremos dizer que é fácil. Mas na prática é muito difícil.
Os braços são importantes para o equilíbrio, e para andar de skate é preciso que os braços estejam sempre soltos.
Essa menina da foto é a Bethany Hamilton, uma das maiores surfistas do mundo. Ela perdeu o braço esquerdo aos 13 anos de idade, quando um tubarão a mordeu. Para surfar, os braços são exigidos tanto ou até mais que no skate. São essenciais para se equilibrar em pé em cima de uma prancha instável.
Ela postou essa foto na sua conta do Instagram. Não é só um ollie, é um ollie com a “mão no bolso”.
Ps. Nessa semana ela venceu o Pipeline Womens Pro, uma das competições mais importantes do mundo.

 

FRETE_GRATIS_500X200

Amigos surpreendem Bruno Passos com pro-model


O carioca Bruno Passos ganhou uma homenagem surpresa no aniversário de 40 anos. Um dos maiores nomes do skate do Rio de Janeiro mora nos EUA faz muitos anos e é pouco conhecido no Brasil. Mas nos anos 80 ele se destacava nas sessões de rua e campeonatos de street. Agora, ele anda mais no vertical, onde costuma competir em bowl, por diversão. Só que mesmo competindo como profissional desde os anos 90, Bruno nunca ainda não tinha um pro-model. Sabendo do aniversário que se aproximava, o amigo Brian Fick, skatista e fotógrafo profissional, comentou com Bob Burnquist sobre a ideia de preparar um pro-model do Bruno de supresa. Bob curtiu a ideia e disse que Felipe Motta é quem deveria fazer o gráfico. Motta desenhou os filhos de Bruno, Luan e Kaio dizendo “Daddy`s Pro, Yo!” (O Papai é Pro!). Foram produzidos poucos decks, apenas para os amigos.
Junto ao pro-model foi lançada uma parte de vídeo (assista acima e confira que Bruno é casca-grossa).

Além de andar de skate, Bruno trabalha como videomaker do cunhado Bob Burnquist. É ele quem filma a maioria das manobras na Dreamland.

bruno-pro pro-model

FRETE_GRATIS_500X200

O Segredo Urbano do fotógrafo alemão Helge Tscharn

Capa do livro URBAN SECRETS, de Helge Tscharn

Capa do livro URBAN SECRETS, de Helge Tscharn

Em abril de 2010 fiz uma entrevista com o fotógrafo alemão Helge Tscharn para a ESPN. Ele estava lançando o “Urban Secrets”, um livro com fotos fantásticas. Essa semana eu estava aqui vendo meu exemplar e resolvi republicar aqui no Skataholic, porque é uma das entrevistas que mais gostei de ter feito. Na época ele ainda não falava em português e trocamos e-mails em inglês mesmo. Por incrível que pareça, ainda não tive a oportunidade de conversar com ele pessoalmente.

Helge Tscharn (Arquivo pessoal)

Helge Tscharn (Arquivo pessoal)

O alemão Helge Tscharn é um dos principais fotógrafos de skate da cena européia. Por 25 anos foi editor de fotografia da revista Monster Magazine. Mas ele faz colaborações para diversas publicações de skate, moda e cultura em geral. Entre elas, a Tribo Skate, Thrasher, Skateboarder, Transworld Skateboarding, Rolling Stones, etc.

Tscharn acaba de lançar o livro “Urban Secrets”. Uma compilação de fotos de skate com a arquitetura urbana como cenário. Mesmo não tendo, basicamente, manobras de impacto, as fotos chamam atenção pela percepção e originalidade dos enquadramentos. As composições destacam a rica arquitetura européia, e o skate é um elemento que combina perfeitamente com o contexto.

“Nossa experiência do espaço urbano depende também do nosso meio de transporte. Num carro, usamos as ruas de acordo com algumas regras, diferente de andar à pé. Mas no geral, nenhum veículo é tão intenso como o skate. Andando pelas ruas, se transforma numa experiência de corpo inteiro”, diz Helge na introdução do livro, que pode ser encomendado
pelo email helgetscharn@web.de (atualizado: o livro se esgotou logo após a entrevista ser publicada). Confira o imperdível site oficial do Helge: http://helgetscharn.com/

Porque você escolheu morar em Florianópolis?
Eu conheci minha esposa na Alemanha, mas ela é nativa de Florianópolis. Sua família mora aqui, então a decisão pra se mudar pra cá foi muito fácil.

Você tem planos de lançar um livro de skate inspirado na cena brasileira?
Sim, tenho. Mas, principalmente para a cena européia, porque na Europa não sabem muito sobre a cultura do skate no Brasil. Eles acham que aqui só tem skatistas focados em competições. Mas isso não é verdade. Na minha opinião, a cena brasileira tem muito mais à oferecer do que a européia.

Você está achando picos secretos em Floripa?
Eu não fotografo muito nas ruas de Florianópolis, ainda. Então realmente não sei. Estou sempre vendo picos interessantes, mas não sei se são secretos. Meu trabalho principal continua sendo na Europa. Eu volto pra lá a cada quatro ou cinco meses para fotografar turnês, trabalhos para viver.

Quais suas cidades favoritas para fotografar skate?
Dubai, Barcelona, Atenas, Berlin e Hong Kong.

Quantos “Urban Secrets” foram impressos?
Imprimimos 750 cópias.

É muito barato R$ 30. Parece de graça. Teve ajuda de patrocinadores?
Tenho um patrocinador. O livro foi patrocinador pela “Family Agency Distribution”. São grandes amigos meus. A gráfica ficou muito empolgada com meu pequeno projeto, então foram impressas algumas centenas apenas para marketing. Então eles nos deram um grande desconto. No final, ficou bastante acessível. Eu não quero ganhar dinheiro com esse projeto. Quero espalhar o máximo que puder. É uma espécie de trabalho sem fins lucrativos. O problema agora é que, acabaram as cópias aqui no Brasil. Só trouxe 100, que se esgotaram em quatro dias. Agora preciso trazer mais na próxima vez que for à Alemanha. Todos que quiserem o livro aqui no Brasil terão um, mas terão que esperar um pouco. É ruim, mas trarei mais.

Você conseguiu mostrar um diferencial com fotos de filmes nos dias em que digitais estão populares. Você faz fotos digitais?
É claro que eu uso câmeras digitais. Análogo é muito caro e a maioria das revistas não querem algo assim. E ainda é mais barato, rápido e fácil, claro. O livro é todo fotografado com filme. Principalmente na Hasselblad médio formato e com minha Nikon FM2.

A molecada está comprando máquinas digitais e fotografando para se tornarem profissionais, como acontece no skate. Eles acham que com um bom equipamento as revistas irão comprar suas fotos. O que você acha?
Não sei se é tão fácil, porque eu acho que sem habilidade você não faz uma boa foto. Mesmo se você tentar. Com certeza ficou mais fácil hoje com a loucura digital do que com as análogas. Lá você continua entendendo a combinação de tipos de filmes, abertura, velocidade, flashes, etc. Mas o mundo está ficando desse jeito agora. Todos estão se esforçando na digital. Vamos esperar e ver o que acontece.

Oliver Kahl, frontside ollie em Düsseldorf, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

Oliver Kahl, frontside ollie em Düsseldorf, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

Suas fotos parecem ter sido fotografadas dentro de estúdios de Hollywood. Que lugar é esse do Oliver Kahl em Düsseldorf?
Esse lugar é chamado “Medienhafen” e é localizado em Düsseldorf. O designer-arquiteto do prédio é Frank O. Gehry. Sempre amei seu trabalho, então escolhi esse lugar pra fotografar.

Stefan Lehnert, noseslide no aeroporto de München, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

Stefan Lehnert, noseslide no aeroporto de München, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

Como foi a sessão do aeroporto de München?
Eu tinha essa ideia de fotografar com aviões de fundo, então comecei a procurar companhias aéreas pra me ajudar no projeto. Levou um mês organizando com a empresa e finalmente rolou. Eles me deram 150 metros quadrados e o avião. Me ofereceram duas horas pra fazer o que quisesse, mas eu não podia tocar no avião. Tinham quatro caras tomando conta de tudo. Eles me deram um guindaste pra fotografar de cima. Se eu quisesse mudar a posição do avião por causa do sol, eles viravam do jeito que eu quisesse. Foi incrível. Nós fizemos uma grande história pra revista “Monster Skateboard” na época. Foi um dos momentos mais emocionante da minha carreira.

As locações que você fez as fotos não tinha ninguém de fundo. Qual a dificuldade disso?
A ideia do livro foi se concentrar na arquitetura e no skatista, então eu sempre tentei fotografar sem ninguém de fundo, que nem sempre é possível, então a única possibilidade foi fotografar aos domingos, tarde da noite ou muito cedo. Algumas vezes 6h, horário não muito bom para um skatista.

05_10_2010_helg-2

Oliver Tielsch, noseslide em Hanover, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

05_10_2010_helg-3

Brian Brown (foto: Helge Tscharn)

Holger von Krosigk, frontside 50-50 em Frankfurt, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

Holger von Krosigk, frontside 50-50 em Frankfurt, Alemanha (foto: Helge Tscharn)

FRETE_GRATIS_500X200

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...