quinta-feira , 24 agosto 2017

Home » Blog » Miojão na Tijela de Madureira substitui “Rio Vert Jam”

Miojão na Tijela de Madureira substitui “Rio Vert Jam”

Publicado Em: 06/01/2014 16:17


IMG_4171

Desde o 2002 o Rio de Janeiro sediava o “Rio Vert Jam”, tradicional competição de vertical, que com o tempo começou a pontuar pontos para o circuito WCS. Nos últimos anos ela fechou patrocínio com a companhia telefônica Oi e seu nome passou a ser “Oi Vert Jam”. Nesse ano o evento foi transferido para a pista de Madureira, será no bowl e o novo patrocinador é o macarrão instantâneo CupNoodles. Miojão na Tijela, tudo a ver… bela sacada de marketing!
Uma dica para a Oi continuar a fazer eventos e estar associada ao skate com respeito, é reformar e fazer um evento no Rio Sul. Afinal, o formato do bowl lembra muito o logotipo da marca.

Eduardo Braz no bowl do Rio Sul (Arquivo pessoal)

Eduardo Braz no bowl do Rio Sul (Arquivo pessoal)

Segue release do evento:
Pela primeira vez o Rio de Janeiro sediará uma etapa do Circuito Mundial de Bowl, uma das modalidades mais tradicionais do skate. Entre os dias 24 e 26 de janeiro as feras mundiais do esporte vão desembarcar no Parque de Madureira, para disputar o CupNoodles Bowl Jam. Já estão confirmados na disputa cinco dos seis melhores skatistas do ranking da World Cup Skateboard (WCS). O CupNoodles Bowl Jam terá transmissão do SporTv no sábado e da TV Globo, domingo, dentro do Verão Espetacular. O evento será gratuito e aberto ao público.

“Estamos muito felizes de trazer para o Rio uma etapa do Mundial de Bowl. Principalmente por levar para o Parque de Madureira, que tem toda a infraestrutura necessária para receber um evento desta importância. Os milhares de fãs que vão prestigiar a competição poderão ver skatistas de alto nível, os melhores do mundo”, afirma Márcia Casz, vice-presidente de esportes da IMX.

De acordo com o regulamento, oito atletas já estão pré-classificados para as semifinais: os brasileiros Pedro Barros, tetracampeão da modalidade e atual número 1 do mundo em bowl, Sandro Dias, Nilo Peçanha e Felipe Foguinho; e os americanos Josh Rodriguez, Alex Sorgente, Josh Stafford e Greyson Fletcher. Além dos brasileiros e americanos, teremos a participação de skatistas argentinos, chilenos e de outros países.

“O bowl é muito democrático e vem crescendo bastante. Quem anda nesta modalidade tem a chance de mandar manobras técnicas vinda do street e manobras de amplitudes vindas do vertical. E para quem assiste, mesmo sendo leigo no assunto, consegue sentir a criatividade e plasticidade do skatista,” afirma André Barros, coordenador técnico do evento.

A competição vai acontecer no próprio bowl existente no Parque de Madureira. O público poderá assistir ao evento de uma arquibancada, com capacidade para 1000 pessoas,construída para a competição ou na área ao redor do bowl. Os outros espaços do parque continuarão funcionando normalmente.

Na sexta-feira, 24 atletas disputam as classificatórias e oito passam para as semifinais, que serão disputadas no sábado. Eles se juntarão aos oito já pré-classificados com base no ranking da WCS. Desses 16, oito disputam a grande final no domingo.No total, serão 30 mil dólares em premiação.

Miojão na Tijela de Madureira substitui “Rio Vert Jam” Reviewed by on . Desde o 2002 o Rio de Janeiro sediava o “Rio Vert Jam”, tradicional competição de vertical, que com o tempo começou a pontuar pontos para o circuito WCS. Nos úl Desde o 2002 o Rio de Janeiro sediava o “Rio Vert Jam”, tradicional competição de vertical, que com o tempo começou a pontuar pontos para o circuito WCS. Nos úl Rating:
asfalto-01
Voltar ao Topo