segunda-feira , 21 agosto 2017

Home » Entrevistas » Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista

Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista

Publicado Em: 24/05/2013 11:45


Rony Gomes conta como é ser skatista do Corinthians (Divulgação)

Rony Gomes conta como é ser skatista do Corinthians (Divulgação)

Recentemente os times de futebol Corinthians e Santos anunciaram a contratação de skatistas para tentar atrair um público novo de torcedores. Rony Gomes agora anda pelo Timão e Kelvin Hoefler pelo Peixe. Mas skatista andando por time de futebol não é novidade. No final da década de 90, o carioca Allan Mesquita competia vestindo o uniforme do Vasco da Gama.

Apesar de polêmica, esse tipo de parceria pode ajudar no fortalecimento e profissionalização do skate. Vários skatistas profissionais de ponta torcem para times de futebol com muita paixão e andar pelo clube proporcionaria uma estrutura melhor do que seus patrocinadores podem oferecer.

Afinal, se as próprias marcas de skate não mostram comprometimento com os skatistas que vestiram a camisa durante anos, porque ser radical e rejeitar essa nova opção de patrocínio?

Positivo para o skate mesmo seria se os clubes criassem “centros de treinamento” dentro de seus clubes. Com certeza, pistas de skate atrairiam sócios para frequentar os clubes.

Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista

Backside tailgrab em Foz (foto: Felipe Puerta)

Backside tailgrab em Foz (foto: Felipe Puerta)

Você sempre foi torcedor fanático pelo Corinthians?
Sempre. Desde que nasci! Meu pai sempre foi fanático e passou isso pra mim.

Como foi o processo para ser skatista do Corinthians?
Na verdade, nunca imaginei envolver o Corinthians na minha carreira, ou ir atrás de um Clube para me patrocinar. Mas de um tempo pra cá o Corinthians começou a investir em outros esportes como MMA, Natação, até que chegou no Surf com o Mineirinho. Achei irado demais, pois é um clube grande com uma baita estrutura e poder passar isso para outros esportes é demais. Foi aí que começamos a se interessar mais, ir atrás, até que rolou a parceria!

Qual seu compromisso com o clube?
Estou bem a vontade para te dizer a verdade. Fechamos uma parceria bem legal. Eles me ajudam em novos patrocinadores, uso a assessoria deles para divulgar meu trabalho e fora isso tenho todo apoio de treino, médicos, fisioterapeutas do clube!

Quais outros skatistas corinthianos você conhece e acharia legar formar um time?
Puts, tem tantos (risos). Mas tem uns que vejo que levam no coração mesmo, como a Letícia Bufoni, Rodrigo TX, Edgard Vovo. Seria realmente demais uma equipe dessa.

Sabe se o Corinthians tem planos de construir alguma pista de skate?
Planos tem e algumas coisas estão para acontecer. Só não posso abrir muito o jogo agora!

O clube do Corinthians já sediou campeonatos importantes e recebeu apresentações de skatistas como Paul Rodriguez, Reese Forbes, Omar Salazar, etc. Você foi em algum?
Não. Na verdade, não tive a oportunidade de ir.

Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista (Divulgação)

Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista (Divulgação)

Nos X Games em Foz do Iguaçu você era titular na lista do Big Air e reserva no Vertical. Em Barcelona estava na reserva nas duas listas e só participou do Vertical porque abriu uma vaga com a desistência do Bob. Porque não é uma mesma lista o ano todo?
Isso eu me pergunto quase que todo dia (risos). Mas para entender melhor, os X Games, na verdade, são shows de esportes radicais para televisão e não exatamente um circuito de campeonato que conta com resultados e tudo mais. Por isso fico nessa de revezamento com alguns outros atletas.

Além dos X Games, quais outros eventos de Vertical estão programados para acontecer esse ano?
Bom, além dos X Games, irei para China competir mini-mega e vert em um evento novo deles. Vou para o Dew Tour, esse sim é um campeonato bem competitivo, e aí da metade do ano pra frente estarei pelo Brasil. E parece que estão previstas de 3 a 6 etapas do circuito brasileiro!

Fui na sua rampa faz um ano e ainda não assisti as manobras daquela sessão em nenhum lugar. Você está preparando alguma coisa especial pra mostrar todas manobras?
Na verdade, estou bem ansioso para soltar essas manobras. Tenho me dedicado bastante em filmar coisas novas. O que acontece é que nessa correria de viajar, competir, fazer foto, acabo me perdendo um pouco em sentar, editar, ver o que vou usar, como vai ser. Mas está bem próximo disso acontecer!

Seu estilo de skate no Vertical é bem técnico. Você acha que o skate técnico é reconhecido nos campeonatos?
Nem sempre. O que todos querem ver em campeonatos são manobras que impressionam mais, como aéreos altos, manobras de giro, e a técnica acaba ficando um pouco de lado. Com o tempo venho me adaptando e tentando juntar aéreos altos com seqüência de flips, que realmente dificulta muito mais do que só voar e girar!

Leia também: Entrevista com o skatista do Santos Futebol Clube Kelvin Hoefler

koston2-crescealenda

Rony Gomes conta como é ser skatista do Sport Club Corinthians Paulista Reviewed by on . [caption id="attachment_6569" align="aligncenter" width="500"] Rony Gomes conta como é ser skatista do Corinthians (Divulgação)[/caption] Recentemente os times [caption id="attachment_6569" align="aligncenter" width="500"] Rony Gomes conta como é ser skatista do Corinthians (Divulgação)[/caption] Recentemente os times Rating:
asfalto-01
Voltar ao Topo