sábado , 19 agosto 2017

Home » Blog » Everton Maninho, o skatista onipresente

Everton Maninho, o skatista onipresente

Publicado Em: 24/08/2009 23:54


Maninho, por Felipe Motta

Há alguns anos atrás, a Qix tinha um site bem atualizado e era a principal referência em notícias de skate no Brasil. Mas o site passou a ser institucional e foi todo reformulado. Até aí, tudo bem. Custa caro manter um site de notícias como era atualizado o www.qix.com.br. Eram vários colaboradores (entre eles, eu). A marca decidiu focar no seu time e seus produtos, e tirou todo histórico do ar. Praticamente uma era do skate brasileiro (mundial?). O Bocão, que era o editor do site (prestador de serviços como eu) disse que é provável que a Qix nem fez um backup do site e deletou todo. É triste isso, ainda mais porque não tenho guardadas muitas reportagens e textos que fiz. Mas entre as poucas que achei aqui, essa não poderia deixar de publicar e deixar online. Uma entrevista com a lenda Everton Maninho.

Tô reproduzindo a entrevista como foi feita na época. A única mudança foi ter colocado as respostas em negrito.

Mesmo não sendo profissional, Everton Maninho é um dos skatistas mais conhecidos do Brasil. É uma daquelas lendas urbanas que deixam sua marca em todas cidades que passa. E não são poucas. Suas primeiras travessuras aconteceram na pista de São Caetano, onde era local e começou a ficar conhecido. Desses contatos começou a viajar e participar de diversas competições. Seu carisma é uma característica muito forte e ele é muito considerado por quem passa a conhecê-lo. Sempre que skatistas estrangeiros o conhecem, deixam kilos de peças e roupas para Maninho. Tá certo que ele impregna com uma encenação no mínimo engraçada. Mas ele merece. É um skatista que realmente gosta de estar em cima de um skate e se dedica ao máximo. Não se assuste quando alguém comentar que viu o Maninho andando em um pico no mesmo dia e horário que você estava no mesmo lugar que ele. Maninho é onipresente.

Everton de Souza Moraes “Maninho”
22 de julho de 1981
Anda desde 1997
Ribeirão Pires, SP

Como você consegue viajar tanto?
Tantos anos com skate, que me deu privilégio de conhecer pessoas que são como pontes para meus objetivos.

E como você consegue estar em vários lugares ao mesmo tempo?
Conhecimento de rua fez eu estar em vários lugares no mesmo dia. Quem vive só em casa nunca ia viver o que eu vivo pelas ruas.

Quais cidades você conhece?
Não me lembro de todas, mas uma grande parte do ‘brasa’

Fala algumas. As que mais gostou.
Pelo sul, Cascavel com os brothers de lá: Gugu e Wagner Ramos. Itajaí com Jean Duarte. Praia Brava com Ari Neto. Curitiba com Marcos Matoso, o Cão. Londrina com Mario Alves, Maringá com Truta e em São Paulo mesmo. Toda zona leste. Castilho, Glauber e Dudu são manos que colo junto. E no ABC, Ribeirão, Mauá, Rio Grande da Serra, São Bernardo, Riacho Grande, Suzano, Diadema, muitos manos na conexão.

Quais cidades você quer conhecer?
Porto Alegre, Barcelona, Rio de Janeiro, Manaus, Brasília.

Agora tem várias pistas perto da sua casa. em Ribeirão, Rio Grande e Mauá. Como tá sendo andar por aí agora?
Tem muita pista e muitos moleques tão se empenhando com isso. Mas faltam as marcas que ganham dinheiro com skate começar a investir no ABC e em geral. O skate é bem grande. O horizonte de eventos e coisas que dão pra criar com a junção do esporte e educação caminhando juntos na formação do cidadão atleta.

Quando você começou a andar, tinha que ir pra onde?
Pista de Santo André, Atlântica, Prestige, São Caetano , Vale do Anhangabaú, Praça Roosevelt e claro, São Bernardo.

Todas longe da sua casa, né?
Isso, bem longe. Passei muito por baixo das catracas de ‘busão’, pulei muito trem, com o skate sempre junto.

E se tivesse tantas pistas igual hoje?
Não ia ser do mesmo jeito porque são estilos de skate de épocas diferentes Hoje o skate tá nas ruas, as pistas são só o playground.

E onde você anda mais hoje?
Nas ruas de SP, do ABC e do mundo. Skate é rua pura. Vale, Parque do Ibirapuera.

Como foi aparecer no 411 Brazilian Vacation em 1999?
Sou mais um skatista num vídeo de skate.

Mentira! Foi um dos caras que mais chamou atenção.
Chamei a atenção daqueles que duvidaram, que logo eu poderia estar ali. Mas é normal.

Em quais vídeos você já apareceu?
Vídeo do Fábio Pen, vídeo da Big Brother – na parte em São Bernardo; Skateboarding System do Plínio, Curitiba, pista da Drop.

Porque seu apelido é Maninho?
Foi um presente da minha irmã. Veio de casa mesmo, desde pequeno. Lembro da minha irmã me chamando, “maninhoooo”.

Você é o mais novo?
Não, sou o do meio. Tem minha irmã mais velha e a mais nova..

Fora o skate, o que você costuma fazer?
Correria para me manter.

Não tem um hobby?
Colo na casa dos trutas do skate pra ouvir um som, dar risada e trocar idéias boas, sempre positivo.

O que você tava conversando com o Paul Rodriguez e o Omar Salazar?
Só idéia de skate, manobras. Mostrando uns pico do ‘brasa’. Umas imagens da hora, dos camaradas. Skatistas sempre tem sintonia no místico, não importa se nunca se falaram. Isso é natural do skate.

Sempre os gringos deixam várias peças e roupas pra você, né? Quais foram os mais legais?
Renton Miller, Mike Crum, Dave Duncan, Rune Glifberg, Billie Roahan e lógico, o mestre Robert Bob.

Você é streeteiro,mas tá sempre nos campeonatos. Quantos troféus e medalhas você tem?
Na média de uns 40 troféus e umas 80 medalhas.

Você tá usando bastante internet, né? Quais sites costuma entrar?
You Tube e uns blogs dos camarada.

O que tem visto de legal no You Tube?
O vídeo da Cicarelli, tá bombando.

E os blogs?
Ah, tem vários. Tocaê (http://tocae.blogspot.com), Só pedrada musical (http://sopedrada.blogspot.com/), Retta Skate Mídia (http://rettaskate.com), Groove Grave (http://groovegrave.blogspot.com/), Wooster Collective (http://www.woostercollective.com/). Tá bom, né?

E os sons?
Viiiixxxee! Muito rap, reggae, Seu Jorge, Sabotagem, Racionais MC’s, Trilha sonora do gueto, Gladiators, Mato Seco.

E o Orkut, tá bombando?
Tá, né, conexão na humilde.

Como faz pra galera te achar lá?
Everton de Souza Moraes.

Porque você não faz um blog?
Porque não tenho computador, tô sempre na ‘goma’ dos ‘trutas’.

Mas não precisa ter computador pra ter blog.
Eu sei, mas é mais fácil pra atualizar, pra se informar. É foda, nem rola pra mim. Tá ficando ‘osso’ o tempo do computador.

Onde você tá agora?
Em Mauá, na casa do Bruno, skatista local daqui.

Vai andar onde hoje?
Na pista de Mauá, e de noite nos pico de Mauá. Porque a noite fecha o ‘baguio’.

Você tá treinadinho lá. Tá acertando tudo de primeira. Quais as novas?
Nollie nose grind reverse no caixote descendo.

Quais seus patrocínios?
Meus camaradas, Fábio Cristiano Chupeta, Rogério Mancha, Fábio Castilho, Marcelo Just, David Toledo, Marcelo Formiga, Beto Benivedes e a SB Shoes me dão uma força legal.

Everton Maninho, o skatista onipresente Reviewed by on . Maninho, por Felipe MottaHá alguns anos atrás, a Qix tinha um site bem atualizado e era a principal referência em notícias de skate no Brasil. Mas o site passou Maninho, por Felipe MottaHá alguns anos atrás, a Qix tinha um site bem atualizado e era a principal referência em notícias de skate no Brasil. Mas o site passou Rating:
asfalto-01
Voltar ao Topo