sábado , 19 agosto 2017

Home » Blog » Como é trabalhar nos bastidores dos eventos

Como é trabalhar nos bastidores dos eventos

Publicado Em: 31/08/2009 22:23



A muvuca dentro da pista de Mauá

Os dois extremos de trabalhar nos bastidores de eventos de skate aconteceram nesse final de semana. No sábado, o mainstream do Gas Festival. Ontem, o tradicional “campeonato de Mauá”.

Pra quem acha que é moleza, não imagina o quanto é difícil cobrir os eventos. Vou fazer aqui uns breves comparativos.

Gas: acesso restrito ao bowl, com credenciais rotativas. Os jornalistas ficavam amontoados numa plataforma lateral com visualização razoável e difícil ângulo e iluminação para fotografar. Só acompanhei a final do amador. Na apresentação dos profissionais, tinha uma aglomeração enorme pra pegar uma credencial pra ficar 10 minutos e sair pra dar lugar à outro “colega”.
Eu acho que deve haver a restrição à plataforma das rampas nesses eventos, mas no caso dos profissionais da mídia especializada (Tribo e 100%) devia ter pelo menos um profissional de cada mídia com circulação livre, porque eles sabem como são as sessões e não atrapalham ninguém.

A assessora de imprensa pedindo pra gente (mídia especializada do skate) sair e dar espaço pra outros veículos. Pelo menos foi com educação

Mauá: acesso de circulação livre por todo evento. Além de atrasar a programação, atrapalhava os próprios competidores. Eu nem fiz foto do pódio porque tinha muita gente na frente.
Na jam da final, o Kelvin foi prejudicado por causa da invasão.

Agora, os pontos positivos
A mocinha que desfilava anunciando os vencedores dos rounds, em Mauá

As reuniões com os amigos na salas de imprensa. Sempre sai risadas, porque principalmente, quase sempre, o Tuca tá lá.

Conclusão
Pra trabalhar é horrível, mas os campeonatos de skate feitos de skatistas pra skatistas são as melhores festas. Já me diverti muito quando competia e não ligava pra nada. Por mais desorganizado que fosse, sempre tava lá curtindo. E por isso é categoria amadora, por não ser nada profissional e dar mais valor no futuro. Os eventos mainstream também são legais, mas na maioria das vezes não tem esse feeling do skate.
Quando fizerem um evento como o de ontem com uma organização descente, posso dizer que está próximo da perfeição.

Como é trabalhar nos bastidores dos eventos Reviewed by on . A muvuca dentro da pista de MauáOs dois extremos de trabalhar nos bastidores de eventos de skate aconteceram nesse final de semana. No sábado, o mainstream do G A muvuca dentro da pista de MauáOs dois extremos de trabalhar nos bastidores de eventos de skate aconteceram nesse final de semana. No sábado, o mainstream do G Rating:
asfalto-01
Voltar ao Topo