quinta-feira , 17 agosto 2017

Home » Blog » Compartilhando Ride the Sky, da Fallen

Compartilhando Ride the Sky, da Fallen

Publicado Em: 23/09/2008 12:47


Acho que já comentei isso em algum post anterior, mas reforço minha opinião. Pirataria é lucrar em cima do trabalho dos outros. Disponibilizar e espalhar arquivos, sejam vídeos ou música, considero um compartilhamento. Acho errado nêgo que vende cópias de DVDs de skate. Mas, se for vender, que seja sem lucro, só o preço do disco – que hoje tem até de R$1.
Baixei o Ride the Sky, da Fallen, ontem, mas depois de algumas horas o link expirou. Então, pelas instruções do Nava, consegui fazer o upload no Megaupload. E hoje de manhã o Cotinz me passou esse link também. Tentem o download enquanto rola…
Imagino que a marca tá mais preocupada com a boa repercussão do vídeo, que agregará valor aos produtos, e não com os lucros em cima do DVD. Como não estou ganhando um centavo, tenho consciência tranquila que não fiz nada de errado.
O Ride the Sky é um vídeo praticamente só com manobras. Nada de lifestyle. Eu gosto de vídeos mesclando manobras, lifestyle, originalidade, boa edição e seleção musical. Só que, as manobras do vídeo foram muito bem selecionadas. Todas de impacto, sem meio termo. Perfeição e estilo é uma qualidade obrigatória pra quem está nesse time. Isso já seria o bastante pra qualquer time, mas a Fallen não é um time qualquer. É liderada pelo Jamie Thomas, e carrega o peso do Billy Marks, Cris Cole. Tinha uns caras que via em revistas e outros vídeos, mas agora comecei a memorizar o nome, como o Sandoval, Harmony, Cervantes e o James Hardy. Aí tem uns que pra mim eram desconhecidos, ou até já vi, mas não lembro. Mas todos pegam pesado nas brincadeiras. O Jamie é o que ostenta a parte mais “simples”. Afinal, o cara é um dos maiores skatistas empreendedores de todos os tempos, e hoje em dia andar de skate é o hobby dele. Ele não tem mais nada à provar, e, nessa altura da carreira pode-se dar ao luxo de não precisar fazer uma parte 100% de impacto. Pra quem construiu a fama de corrimãozeiro, ele desce poucos em Ride the Sky. E, por isso mesmo, esse diferencial faz a parte dele ser minha favorita. Skate for fun. Nose bump abrindo caixa de correio. Desprentesioso. Vários combos.
Pra quem sentir falta dos tempos insanos do Jamie, os discípulos tão bem representados. Não vou nem perder tempo tentando descrever a parte do Cris Cole, porque ainda tô tentando entender a primeira manobra da parte dele… backside ollie fakie nosegrind switch frontside heelflip bigspin out.

Compartilhando Ride the Sky, da Fallen Reviewed by on . Acho que já comentei isso em algum post anterior, mas reforço minha opinião. Pirataria é lucrar em cima do trabalho dos outros. Disponibilizar e espalhar arquiv Acho que já comentei isso em algum post anterior, mas reforço minha opinião. Pirataria é lucrar em cima do trabalho dos outros. Disponibilizar e espalhar arquiv Rating:
asfalto-01
Voltar ao Topo